Feira de Negócios de Nova Ubiratã movimentou mais de R$ 1,7 milhão em produtos

Cerca de doze mil pessoas prestigiaram a 3ª edição da Feira de Negócios e Arena Cultural, promovida pela Administração Municipal e a Associação Comercial e Empresarial de Nova Ubiratã (Acenu), entre os dias 02 e 04 de maio.

Além do recorde em público, o evento registrou o maior número de vendas de sua história ao contabilizar R$ 1,7 milhão em produtos comercializados.

Destaque para os setores automobilístico e imobiliário que juntos movimentaram um milhão, trezentos e oitenta e quatro mil reais. Seguido pelo setor gastronômico com cento e vinte e oito mil reais e de confecções que contabilizou oitenta e dois mil em vendas.

O evento ainda reuniu empresas do ramo de entretenimento, construção civil, artesanato, segurança privada, prestação de serviços, moveleiro, agrícola e assessorias rurais técnica e de crédito.

Presente nas três edições da feira, a empresária Gláucia Cristina Rezende Alves tem motivos de sobra para comemorar. Proprietária de uma loja de confecções ela vendeu o equivalente a R$ 14 mil reais durante os três dias da feira.

“Eu costumo dizer a cada ano você adquire mais experiência para lidar com o público da feira. Não adianta trazer peças de ponta de estoque porque eles [clientes] não vão comprar. Eles estão em busca de produtos atualizados e de preferência com preços acessíveis”, revela a empresária que precisou fazer uma viagem extra para reforçar o estoque de confecções.

“A feira começou na quinta-feira e um dia antes eu estava em São Paulo negociando as últimas peças. No dia anterior eu também visitei alguns fornecedores do Paraná. Foi uma correria total, mas graças a Deus a recompensa veio em forma de bons negócios. Vendi praticamente tudo o que havia adquirido e pra não ficar sem peças no mostruário tive que recorrer ao estoque da loja”, revela Gláucia.

Outro que não escondeu o entusiasmo foi o revendedor de veículos José Nilson Ferreira. Em apenas três dias ele e sua equipe negociaram seis veículos e movimentaram o equivalente a R$ 378 mil.

“Vendemos seis automóveis no local e estamos dando continuidade a pelo menos outras oito negociações que tiveram início durante o evento. A Feira de Negócios de Nova Ubiratã superou todas as expectativas da empresa (…) stamos ansiosos para participar da quarta edição”, assinala.

Goiano como é popularmente conhecido entre os clientes, também não poupou elogios à comissão organização da feira, formada por membros da associação comercial e servidores públicos municipais.

“Nós trabalhamos em dezenas de eventos ao longo do ano e em poucas vezes nos deparamos com tamanha organização. A começar pela limpeza, pela distribuição e bom aproveitamento do espaço sem falar do carinho dos moradores locais. Se pudesse fazer uma sugestão, gostaria que aumentassem a área destinada para exposição dos veículos porque ano que vem queremos ampliar o número de clientes atendidos”, conclui.

Na avaliação do secretário municipal de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura e presidente da Associação Comercial e Empresarial de Nova Ubiratã, Wellyngton Manoel Miranda Tavares, além de aquecer a economia local a Feira de Negócios se transformou num importante mecanismo para promover a cultural e turismo regional.

“a Feira de Negócios e Arena Cultural já se consolidou como o maior evento multisetorial de Mato Grosso, atraindo inclusive atenção de futuros investidores (…) é importante destacar que além dos 78 expositores a feira também movimentou o setor hoteleiro e de entretenimento como restaurantes, supermercados, lanchonetes e similares”, frisa.

Ainda de acordo com o gestor, para a próxima edição o objetivo é aumentar o número de atrações e do espaço ofertado às empresas e consequentemente aos visitantes.

“Já estamos analisando a possibilidade de expandir a grade de shows nacionais, mas sem deixar de prestigiar os artistas locais e regionais”, assinala.

A ideia também é compartilhada pelo prefeito do município Valdenir José dos Santos. Segundo o chefe do Poder Executivo, eventos dessa natureza devem receber mais atenção das prefeituras.

“Muitos prefeitos da região tem buscado informações sobre o projeto. Na maioria das vezes eles querem conhecer a planilha de custos e compara-las com a de benefícios. Isso é muito bom porque demonstra que estamos servindo de espelho para municípios de menor e até de maior porte que Nova Ubiratã”, exemplifica.

A Feira de Negócios e Arena Cultural de Nova Ubiratã conta com apoio da Eletromóveis Martinello, Cooperativa Sicredi, União Auto Peças, Águia Representações Agrícola, Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar/MT) e Mato Grosso Seguros e apoio institucional da Câmara Municipal de Vereadores, Sindicato dos Produtores Rurais, Sebrae, BR-242/DNIT, UFMT, Ministério da Infra Estrutura e do Governo Federal.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?